;
20/09/2019
Doria diz que tarifa de ônibus, impostos e taxas municipais serão congelados em 2017

João Doria, prefeito eleito de São Paulo, depois de votar na eleição de domingo

O prefeito eleito em São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta segunda-feira (3) que, em seu primeiro ano de mandato, não haverá aumento no preço das passagens de ônibus, taxas e impostos municipais.

O tucano, porém, não quis dar garantias de que a política de congelamento de preços seria mantida nos anos seguintes de seu mandato. "Uma coisa de cada vez", assinalou.

"Não vamos mexer na tarifa [de ônibus] no primeiro ano. Nem impostos ou taxas", afirmou. "Minha índole não é para a criação de impostos e taxas", complementou, ao ser questionado se estava disposto a manter a medida até o fim do mandato.

Doria falou sobre o assunto durante coletiva à imprensa, em seu comitê central de campanha.

O tucano ainda detalhou custos de uma de suas principais propostas de campanha, o "Corujão da Saúde", uma espécie de mutirão de convênios com hospitais privados e estaduais que abrirão as portas para atendimento público aos paulistanos das 20h às 8h.

Segundo Doria, o grupo técnico que o ajudou a elaborar seu plano para a saúde estima o custo da proposta em R$ 100 milhões. O valor, segundo o tucano, cabe no orçamento municipal e seria usado para bancar os convênios com as entidades que cederão seus equipamentos e pessoal à Prefeitura de São Paulo.

O "Corujão" foi definido por ele como "um programa emergencial", com previsão de duração máxima de um ano, prazo em que acredita que conseguirá acabar com as filas para a realização de exames médicos.

O tucano também disse que será necessário contratar 800 médicos para a estrutura municipal. "Já houve concurso, eles não foram chamados. Nós vamos chamar", disse.

RECADO PARA LULA

Em entrevista concedida logo após a vitória para o programa Conexão Repórter, do SBT, Doria alfinetou o ex-presidente Lula, do PT.

Questionado sobre as declarações de Lula, que o chamou de aventureiro e comparou-o à Fernando Collor, o prefeito eleito foi irônico.

"Vocês todos sabem minha opinião sobre o ex-presidente Lula. O presidente Lula sabe que em algum momento eu vou visitá-lo lá em Curitiba, aí eu farei minha homenagem a ele", disse.

A força-tarefa da Lava Jato opera na capital paranaense. O Complexo Médico Penal, onde estão presos réus da operação, fica em São José dos Pinhais, na região metropolitana da cidade.



Fonte : Folha

Tags

  • O
  • prefeito
  • eleito
  • em
  • São
  • Paulo
  • João
  • Doria
  • (PSDB)
  • anunciou
  • nesta
  • segunda-feira
  • (3)
  • que
  • em
  • seu
  • primeiro
  • ano
  • de
  • mandato
  • não
  • hav

Mais Artigos

Entre em contato conosco,
somos especialistas!

ENTRAR EM CONTATO }


Rua Afonso Braz, 579, 12º andar - conj. 125 - 04511-011 - Vila Nova Conceição - São Paulo - SP - Brasil


Acesse o nosso perfil no Linkedin